Uma bela tarde de Outubro de 2004, Raúl Solnado lançou-me o desafio: “Começas amanhã” (ele tratava-me por tú, e eu humildemente a ele, por Mestre Senhor Raúl Solnado”. E comecei com duas alunas de Ballet, na sala 301. Com tudo autorizado pela então directora operacional da Casa do Artista, a Dra.Georgina, e com um pedido especial de alguém que por mim intercedeu, o inesquecível assistente de realização da RTP, Poge de Almeida. Lá comecei com as tais duas alunas.
Depois veio uma terceira aluna.  No Natal desse ano passei para as salas do primeiro andar do Centro de Formação, melhor equipadas para a Dança. E mais alunos vieram. E já passaram 14 anos.

Ainda hoje pelas salas há folhas A4 coladas com avisos assinados por Armando Cortez. Paredes paradas no tempo, que acolhem um frenesim feito de um tempo que tão depressa tem passado.

A cada dia sinto-me tão ansioso e tanto a começar como o daquela hora do “começas amanhã”.

Deixe uma resposta